Travel Plus?

A Travel Plus é muito mais do que uma agência de viagens, porque entendemos que viajar não tem a ver simplesmente com o deslocar-se de uma cidade para outra, mas sim, em conhecer novos lugares, vivenciar culturas e pessoas.

CONTATO

AEROPORTOS PODEM FICAR SEM COMBUSTÍVEL

12 aeroportos podem ficar sem combustível

crédito/fonte PANROTAS.COM.BR

Diante da perspectiva de falta de combustível para o abastecimento dos aviões por causa da paralisação dos caminhoneiros, a Infraero recomenda aos passageiros que procurem as companhias aéreas para saber a situação dos voos.

“Aos operadores de aeronaves, a empresa orienta que façam a consulta sobre a disponibilidade de combustível na origem e no destino do voo programado”, informou a empresa, em nota.

A Infraero informou que está monitorando o abastecimento de querosene de aviação por parte dos fornecedores que atuam nos terminais. A empresa “já alertou aos operadores de aeronaves que avaliem seus planejamentos de voos para que cada um possa definir sua melhor estratégia de abastecimento de acordo com o estoque disponível na origem e destino do voo.”

A empresa está mantendo contato com órgãos públicos para garantir a chegada dos caminhões com combustível aos aeroportos.

AEROPORTOS SEM COMBUSTÍVEL
Ontem (23), veículos de imprensa noticiaram que os aeroportos de Congonhas (SP), Palmas, Recife, Maceió e Aracaju, administrados pela Infraero, teriam combustível suficiente para abastecer as aeronaves somente até esta quarta. Mais seis aeroportos teriam combustível para no máximo dois dias: Goiânia, Teresina, Campo Grande, Ilhéus (BA), Foz do Iguaçu(PR) e Londrina (PR).

À reportagem da Agência Brasil, a Infraero disse que se trata de uma avaliação interna sobre o abastecimento dos terminais.

“Sobre o relatório mencionado pela reportagem, trata-se de um levantamento diário da Infraero e que ajuda a empresa a monitorar a situação do fornecimento de querosene de aviação pelas fornecedoras, além de auxiliar na proposta de ação por parte do Poder Público no sentido de garantir o abastecimento das aeronaves”, disse.

Já a Inframerica, concessionária que controla o Aeroporto Internacional de Brasília, informou que só tinha querosene de aviação suficiente até o fim da tarde de ontem (23). “Somente pousarão aqui aeronaves com capacidade para decolar sem a necessidade de abastecimento”, disse a empresa por meio de nota.

Segundo a concessionária, a decisão foi tomada em conjunto com as companhias aéreas, fornecedores de combustível e outros órgãos em reunião na tarde de ontem. Na terça-feira (22), três voos rumo a Brasília foram cancelados por falta de combustível, segundo a Inframerica. No final da tarde de ontem, porém, cinco caminhões com 45 mil litros de querosene de aviação cada chegaram ao aeroporto. Mesmo assim, a concessionária diz que a situação de alerta e contingenciamento continuam em vigor.

A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) também emitiu nota recomendando aos passageiros o contato prévio com as companhias para saber sobre a disponibilidade dos voos.

“Considerando contratempos na malha aérea decorrentes da falta de abastecimento de querosene de aviação, em razão da paralisação nacional de caminhoneiros iniciada em 21/05, a Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) recomenda aos passageiros, com voos marcados para os próximos dias, que consultem as empresas aéreas antes de se deslocarem para os aeroportos até que a situação se normalize”.

CONGONHAS RECEBE COMBUSTÍVEL
Segundo o G1, o Aeroporto de Congonhas, em São Paulo e um dos que estava sob risco de esgotar sua reserva de combustível, foi reabastecido na noite desta quarta (23) por caminhões escoltados pela polícia militar. De acordo com a reportagem, o aeroporto paulistano agora tem querosene para operar até a noite desta sexta (25).

*Fonte: Agência Brasil